Como a virtualização do ambiente de trabalho pode afetar os processos de gestão?

A virtualização dos ambientes de trabalho vem ocorrendo nas organizações, em maior ou menor intensidade, e é dependente do acesso destas às tecnologias, mas parece ser uma tendência irreversível que trará consequências nos processos de gestão.

Como a virtualização do ambiente de trabalho pode afetar os processos de gestão?

Por Paschoal Tadeu Russo

A virtualização dos ambientes de trabalho vem ocorrendo nas organizações, em maior ou menor intensidade, e é dependente do acesso destas às tecnologias, mas parece ser uma tendência irreversível que trará consequências nos processos de gestão.

Estudos relatam que a adoção de ambientes virtuais de trabalho tem sido justificada por fatores identificados como objetivos e subjetivos. Os objetivos, tais como: a globalização das operações e consequente assincronicidade das atividades, necessidade de redução das despesas com espaços físicos, grande demanda de tempo para locomoção das pessoas para o local do trabalho, principalmente em grandes centros urbanos, etc.. E fatores não objetivos, tais como: capacidade de produção individual dos colaboradores melhorada em diferentes períodos do dia e/ou noite, necessidade de mais tempo para convívio com a família em longas jornadas de trabalho, menor desgaste de relações interpessoais, maior foco e concentração nas entregas, etc.